21 de out de 2010

Ecoturismo - Pico do Jabre (PB)















Pico do Jabre, ponto mais alto da Paraíba, seguido pelo Pico do Paulo, e o terceiro do Nordeste.



Localização: Matureia (PB) na Serra do Teixeira foi transformado em Parque Esta-dual através da Lei 23.060 e possui uma área de 50 hectares de mata úmida. Sua flora é constituída de Angico, Cedro, Umburana, Quixaberia e Arueira. A sua fauna é composta por espécies de macaco, répteis, tamanduá, gato da mata, maracajá e ainda um pouco de onça sussuarana, quase extinta nos Estados Nordestinos.



Na área do parque existe diversos tipos de processos degradacionais como ausência de conservação, exploração dos recursos naturais e ação antrópica além da falta de um tra-balho de Educação Ambiental mais efetivo onde devera ser promovido a conscientização da população quanto ao meio ambiente, principalmente no que se refere a temática resíduos sólidos (lixo).

Sendo grande a existência antenas de comunicação que provocam a poluição visual e descaracterização natural da área. Um dos pontos que merece atenção governamental é a desapropriação da área que custara aos cofres do Estado cerca de R$ 300.000,00 (trezentos mil reais), pois é uma área privada, onde existe mais de 22 proprietários. A Prefeitura e ONG’s vem fazendo algo, mais alegam não ser de sua competência já que foi transformado legalmente em Parque Estadual.



O Pico do Jabre possui relevo ondulado, com áreas cristalinas e elevadas e esta en-cravado no alto sertão paraibano, na mesoregião da Serra do Teixeira, no município de Ma-tureia (PB), numa pequena área territorial de 86 km², com clima seco e úmido, pluviosidade 800 a 1000 mm e temperatura média de 22° a 24°c. O acesso a partir de João Pessoa via Br 230, distante 312 km da capital, da cidade de Teixeira a Matureia pela Br 306, percorremos 45 km.

Os principais pontos turísticos de Matureia (PB) vem sendo bastante conhecidos por visitantes do Brasil e de outros paises onde destaca-se o Casarão do Jabre, que foi criado com os seguintes objetivos:


•exploração natural da Região;

•manejo racional da natureza;

•desenvolver a Educação Ambiental pública, propiciando atividades recreativas junto à comunidade;

•fornecer apoio e servir de base para pesquisadores e cientistas;

•preservar o Pico do Jabre;

•sediar eventos como: peças teatrais, shows, exposições culturais, treinamentos na área de Ecoturismo, Cultural, Histórico através de seu Museu Arlindo Dantas Mon-teiro.

No que se refere Pontencialidade Turística pose-se explorar: a prática do rappel, vôo livre, escalada em rocha, treaking e outros esportes radicais.

Pedra da Tourana (rappel); Pedra do Caboclo – Turismo Cultural (escultura natural, pré-história e arqueologia);Turismo de Contemplação e Ecoturismo; Pedra da Balança; Pe-dra do Letreiro; Pedra do Pintor; Pedra do Talhado; Buraco do Velho Cícero; Poço das Ba-naneiras; Trilha do Pai Dantase Pico do Jabre

Menciona o Jornal O Correio da Paraíba, de 14/03/99, que o nome Matureia tem como topônimo maturecencias, maturi, etc. Onde o termo Matureia é uma corruptela de um arcadismo português, originário da Ilha da Madeira. O termo em desuso é maturelha, que significa o fenômeno da vegetação da floração abundante da árvore frutífera, com certeza a árvore Maturelha era o cajueiro nativo, produtor de maturis, cajus. Palavra caju é de origem indígena. O termo caju significa fruta pequena, que vem do fenômeno da floração do cajuei-ro. Os antigos moradores definiram Matureia como “safra de caju” onde se tem a comercia-lização econômica oriunda da exploração dessa fruta e seu pendúculo.

MEDEIROS, CORIOLANO. jr Dicionário chorografico do Estado da Paraíba, im-pressão Oficial, João Pessoa: 1914.112p

TURISMO, A União n, 34, 23 de julho de 2006.26p

Disponível em: www.ferias.tur.br/informações/matureia-pb > acessado em 14/10/2008

Disponível em: www.diariodaserra.net > acessado em 14/10/2008

Decreto Estadual n° 14.834, de 19 de outubro de 1992. publicado no D.O.E, de 20/10/92

Disponível em: blogdomarcowordpress > acessado em 12/102008

Núcleo de Jornalnorte.com.br

Matureia: Turismo do Pico do Jabre, O Norte, “João Pessoa, 04/02/2005. cidades.

Núcleo de Jornalnorte. Pico do Jabre: agentes viagem percorre o sertão para elabo-rar roteiro temático, O Norte, João Pessoa, 02/04/2006.

LUCENA DAMIÃO, Casarão do Jabre abriga Museu do Pico do Jabre, João Pesso-a, 14/03/99. Caderno Turismo – 2 e 3.

SOUZA FERNANDA, Jabre é o pico das rotas Ecológicas: são 1.197 metros acima do nível do mar. 14/03/99

SUDEMA – Superintendência do Desenvolvimento do Meio Ambiente – Governo Estadual


Posted By Uan_

Nenhum comentário: